Categoria: TRADUÇÕES
21/10

S.COUPS

P: Eu ouvi que estão preparado para um segundo álbum.
SC: Está quase pronto. Está sendo bem tranquilo até agora.

P: Agora, outros membros deram 100/10 para “o quanto você está satisfeito com esse novo álbum”?
SC: Sério? Quem fez essa afirmação perigosa? (risos). Eu daria 90 pontos. Os outros 10 iremos preencher a partir de agora. Quem foi o membro que deu 100 pontos?

P: O que a posição de líder significa para você? Da posição de um líder, parece que há um membro que se tornou, especialmente, como um suporte para você.
SC: Primeiramente, eu me sentia com um grande peso ao assumir essa posição, mas agora que eu estou fazendo isso… É ok. O membro que me apoia é Jeonghan. Ele percebe coisas que eu não consigo notar e fala sobre isso comigo. Eu não tenho irmãos mais novos, mas Jeonghan tem, então eu acho que ele entende melhor os sentimentos dos mais novos.

P: Como líder e hyung, como você alivia seu stress?
SC: Isso não é o que faço para aliviar o stress, mas mais um hobby; recentemente, eu comecei a jogar um jogo recém-lançado. Se chama “Battle Ground”. CARATs pensaram que eu estaria jogando Overwatch, mas faz um tempo desde a ultima vez que joguei.

P: Durante o showcase de Don’t Wanna Cry no primeiro semestre, você falou sobre como 2017 seria o ano do SEVENTEEN. Assim como nessa frase, parece que você vem recebendo continuamente ótimas reações.
SC: Esse ano é espeical de muitas formas. Especialmente, o fanmeeting em fevereiro foi um ponto de virada na minha vida. Desde o ano passado, na verdade, até o início desse ano, eu me sentia muito cansado. Mas indo para o fanmeeting, eu vi os fãs esperando lá fora, no clima frio. Naquele momento, eu chorei.

P: Um dos pontos do seu segundo álbum que os fãs devem ficar ansioso para ver?
SC: Já que estamos trabalhando por unit, não podíamos checar o trabalho dos outros membros. Quando estávamos monitorando, eu senti que os membros amadureceram muito, então por favor preste atenção em como cada habilidade de cada membro melhorou.

JEONGHAN

P: Vocês estiveram ocupados se preparando para o novo álbum, certo? O que vocês fazem nos seus dias de folga?
JH: Há dias em que não temos compromissos na agenda, mas não somos muito bons em aproveitar esse momento de descanso. Quando eu tento descansar, fico nervoso e sinto vontade de ir ensaiar no estúdio. Quando o faço, sempre encontro outros membros lá, porque eles se sentem do mesmo jeito.

P: Dentre todos os membros do SEVENTEEN, você foi quem nos mostrou o maior número de estilos de cabelo. Os fãs se dividiram entre (que gostavam mais do) “Jeonghan com o Cabelo Comprido” e “Jeonghan com o Cabelo Curto”, qual estilo você prefere?
JH: Hm… eu gostava de ter o cabelo comprido. Ele virou um destaque, uma característica minha, mas quando meu cabelo ficou curto, me acostumei com isso. Eu gosto de ambos. Durante a época de Don’t Wanna Cry, descolori meu cabelo e ele ficou bem danificado. Enquanto estávamos fazendo a turnê, como eu descoloria apenas as raízes, ele melhorou. Quando fui ao cabeleireiro, ele deu uma tratada nele também. (risos)

P: Você disse que durante seus dias de folga, ia ao estúdio praticar. Como você alivia o estresse?
JH: Eu não tenho um hobby. Quando não tenho nada para fazer, naturalmente acabo indo ao estúdio treinar. Algumas vezes, enquanto estou indo ao estúdio durante um dia de folga, essa ideia cruza minha mente, “O que estamos fazendo? Por que estamos indo treinar na nossa folga?”, e então vou passear pelo rio Han. Eu não tenho coisas específicas a fazer lá, apenas caminho, estendo uma esteira e me deito, como um frango. (risos) Faço isso quando estou sozinho e com outros membros também.

P: Com quem você normalmente você vai (ao rio Han)?
JH: DK. Dentre todos os membros do SEVENTEEN, acho que o DK é o mais charmoso. Ele é como um bobo e eu gosto de pessoas bobas. Ele tem esse “charme bobo”, que é fofo mesmo vendo isso todo dia. Eu estou sempre feliz e desfruto do tempo que passo junto a ele.

P: Parece que você é afetuoso com os outros membros.
JH: Eu não choro com facilidade, durante os shows, quando há a carta em forma de vídeo dos pais (dos membros)… quando os outros membros choravam, eu ria e dizia algo como (cobrindo a boca com a mão) “meu pai filmou isso… kkk”, mas quando nós damos as mensagens para os outros membros, eu choro naturalmente. É simplesmente assim.

JOSHUA

P: Você foi escolhido pelos membros como “o membro mais engraçado pessoalmente“. Você tem uma fala suave e realmente não consigo imaginar.
JS: Se somos próximos e confortáveis um com outro, eu posso ser engraçado. Mas ser escolhido como o membro mais engraçado… não tenho tanta certeza.

P: Você também é popular entre os fãs como um membro que é bom em fazer poemas acrósticos. Você pode fazer um com SE-VEN-TEEN?
JS: (Abaixando a cabeça e apertando o punho).

SE: SEVENTEEN é a minha vida.
VEN: De fato, há uma razão pela qual estou no SEVENTEEN.
TEEN: Eu trabalho duro pelo time.

Ah, é difícil.

P: Irei fazer uma pergunta difícil. Qual é o seu ranking de visuais no SEVENTEEN?
JS: (Pensando muito) Top ranking? (risos) Eu acho que estou no top 3. (HC: Quem são os outros 2?) Jeonghan, Vernon… Ah, mas tem muitos membros lindos.

P: No V Live, Woozi disse “Já parece que ouvi Joshua dizer que gosta de Corinne Bailey Ray por 300 vezes“. Você ainda gosta dela?
JS: Mas é claro. Recentemente também ando gostando de Reborn do Jay Park. Também estou treinando musicas do Crush.

P: Qual é o seu charme vocal?
JS: Voz suave? (HC: Algo que ataca as mulheres?) Sim, mas é meio… (estranho) falar isso com a minha própria boca.

P: Você esteve ocupado preparando esse 2º álbum, certo? Quais seus pontos de satisfação (para o álbum)?
JS: 100 pontos. Porque a música é muito boa quando eu a ouço. (HC: Você não está muito confiante?) Realmente, vocês podem esperar ansiosamente por isso!

JUN

P: Você fala coreano melhor do que imaginava!
J: Eu falo bastante com os membros. Normalmente sobre as coisas do cotidiano (risos). Mas ainda não consigo ler livros (em coreano) e escrever (em coreano) muito bem.

P: Ouvi dizer que você aprendeu artes marciais antes do seu debut como cantor.
J: Ah, havia um hagwon (escola particular) perto da minha casa. Eu aprendi um pouco e acabou se tornando meu hobby. Eu já fiz vários movimentos durante minha parte solo nas premiações e shows. Foram todas propositais.

P: Entre as fãs, você é considerado o mais confiante em questão de aparência. Qual é o seu ranking de visuais do SEVENTEEN?
J: Todos eles são lindos então é difícil fazer um ranking, mas eu me colocaria em primeiro lugar (risos).

P: Então, como ficaria um ranking de charmes?
J: Ah… Cada um tem seu próprio charme. Mas já que perguntou, o primeiro lugar seria meu (risos).

P: Quem ficaria nas próximas posições?
J: O Hoshi com seu charme sexy, (e depois..) o Jeonghan com seu charme ‘mood-maker’ e misterioso.

P: Se você pudesse roubar algo de qualquer um dos membros, o que seria?
J: A cabeça do Woozi (cérebro)! É fascinante. Ele sempre se tranca no estúdio e sai no dia seguinte com uma música (que produziu durante esse tempo) e eu acho isso fascinante.

P: Você deve sentir bastante falta dos seus pais que estão na China.
J: Eu sinto bastante. Mando mensagens para eles frequentemente. Minha mãe sempre me manda: “Vá dormir cedo!” e “Não fique jogando muito!”.

P: Somente em 2017, o SEVENTEEN já ganhou muito amor com o lançamento de “Don’t Wanna Cry” e em breve vocês lançarão um full álbum. Você se sente satisfeito com os resultados até agora?
J: Eu estou muito grato por isso. Nós trabalharemos bastante para nos tornarmos o SEVENTEEN que continua evoluindo. Queremos que o SEVENTEEN seja reconhecido no mundo todo. Será legal conhecer pessoas que nos reconhece mesmo estando do outro lado do oceano (risos).

HOSHI

P. (Hoshi espirrou três vezes seguidas) Você pegou um resfriado?
HS: Sim, dormi com o ar condicionado ligado. Normalmente sou muito sensível ao calor. Suo muito também.

P. O vídeo que circulou entre os fãs, “O Professor Kwon Hoshi Que Sua Muito” é real então. (risos) Mais cedo quando vim ao set, vi esse vídeo. A música imaginária do Hoshi, “Blow Hurricane”, que acharam que eram apenas uma piada numa transmissão, você realmente mostrou ela no show, certo? Eu achei que as letras eram boas; vocês as escreveu você mesmo?
HS: Ah, você viu aquilo. (risos) E tentei fazer um rap pela primeira vez com essa música. Quando nós fomos filmar o music video de “Don’t Wanna Cry”, escrevi o rap por três dias. Eu estava muito feliz durante a apresentação de “Blow Hurricane”. Foi algo pelo qual eu corri para ver acontecer.

P. Os fãs contam que você é “o membro que é mais diferente no palco e fora dele”.
HS: Sim, eu sou bastante tímido… não é intencional, mas quando subo ao palco, acho que ganho um pouco de confiança. Também me sinto revigorado.

P. Vocês estão no meio das preparações para seu segundo álbum, certo? “Seria bom se vocês esperassem ansiosamente por isso” — tem algo lá pelo o qual os fãs devam se sentir orgulhosos?
HS: (Hesita com um momento) Quando nos preparamos para um álbum, ele não é simplesmente lançado. Nós o fazemos propriamente para aí sim lançá-lo. (silêncio)

P. É só isso?
HS: Ah… o meu apelido é “Kwon-spo (Kwon + spoiler)”. Como sempre quero revelar todas as informações sobre os novos álbuns que estamos preparando, a companhia me fala “Não revele nada” uma vez por dia. Eu não serei o “Kwon-spo” dessa vez.

P. 2017 já está acabando, devemos estabelecer metas para 2018 mais cedo?
HS: Eu quero muito transmitir minha gratidão, de coração, por todo amor que recebemos dos fãs. Essa é uma resposta muito óbvia? Eu deveria dizer alguma outra coisa? Quero tocar piano bem. Comecei semana passada e é muito divertido. Quando era jovem, não aprendi (a tocar) nenhum instrumento, então além de cantar e dançar, eu definitivamente quero aprender a tocar um instrumento.

WONWOO

P: Eu vi o vídeo do “Poema Acróstico Bi-Ni” que você fez. Você disse: “Eu sinto sua falta quando a chuva cai”, certo? Você também criou “Jeon-Buk (Jeon Wonwoo, bolsa de sorte). Eu acho que você tem um bom senso de humor e de linguagem.
WW: Eu gosto de ler desde que era novo e gosto de escrever. Eu gosto de escrever letras para rap também. Eu sempre quis escrever ficção, desde pequeno.

P: Você parece bem animado no vídeo, mas na vida real é na verdade, bem calmo.
WW: Eu sou introvertido. Quando eu vejo Mingyu, Seungkwan ou Dokyeom… Eu fico com inveja porque eles são animados e conseguem melhorar o humor de todos. Mas eu tenho um charme silencioso que eles não podem ter.

P: Se você não fosse um cantor/idol, o que você acha que estaria fazendo?
WW: Eu tenho um espírito livre então acho que estaria fazendo coisas aqui e ali. Eu não posso viajar muito, mas se tivesse uma oportunidade, gostaria de visitar as Cataratas do Niágara.

P: Se você pudesse levar um membro para viajar com você, quem seria?
WW: Muito difícil. Um… (coloca seu braço ao redor de Vernon, que está sentando ao lado dele). Vernon. Ele é calmo mas aventureiro também, então acho que ele combina comigo.

P: O membro que você não levaria para viajar com você?
WW: Woozi. Durante as turnês, Woozi só gosta de aproveitar o hotel. Eu gosto de sair e explorar o lugar. Nós não temos uma relação ruim, é só que ele não combina comigo como meu companheiro de viagem.

P: Vocês estão preparando para o segundo álbum, certo? Tem algum ponto que você gostaria de compartilhar com os fãs?
WW: Ummm… Espectro. Eu acho que poderemos mostrar vários tipos/gêneros diferentes de música e de performance, então estou ansioso para isso.

WOOZI

P: Os fã te consideram o membro “sem graça”, mas se você pudesse dar uma nota para suas próprias piadas, qual seria?
WZ: Uh, eu acho que está em um nível em que não posso dar uma nota. Por conhecer os meninos a bastante tempo é mais fácil fazer alguma brincadeira, mas não acho que tenho a habilidade para fazer as pessoas rirem.

P: Vendo que você lidera o vocal team, me parece que tem a habilidade de liderança.
WZ: Na verdade, ao invés de liderar o vocal team, eu tenho um sentimento que devemos fazer tudo juntos. O Seungkwan ajuda bastante (risos). Não temos nenhuma dificuldade, sinceramente.

P: Você disse que gosta do mangá One Piece. Em outra entrevista você disse: “Unindo a força de cada um, nos tornando um time e superando várias dificuldades: isso é exatamente o quê o SEVENTEEN é.” Esse é realmente a seu pensamento como líder? Me fez pensar que você é um pouco parecido com o Luffy.
WZ: Nós somos parecidos? Obrigado (risos). Vendo os membros juntos, fazendo músicas e praticando, me fez lembrar de um manhwa (história em quadrinhos) que li quando era mais novo. Eu não sei quem realmente seria o Luffy, mas tenho certeza que todos os 13 membros são personagens principais.

P: Você diria que sua personalidade é de um “típico garoto de Busan”?
WZ: Eu sou de Busan e originalmente não sou de falar muito. Quando nós fizemos o debut os fãs me pediam para fazer aegyo e era muito difícil. Agora, depois de fazer tantas vezes nos programas, acho que me adaptei (risos).

P: Como o produtor do SEVENTEEN, aponte algo que apreciaremos bastante nesse álbum.
WZ: Antes do álbum ser lançado, cada unit teve uma música lançada. O estilo de cada uma estava integrada também. A emoção do Vocal Team, o esplendor do Performance Team e o ritmo marcante do Hip Hop Team, você consegue distinguir as características de cada unit. Então, por favor, prestem atenção à nossa nova imagem quando todas as características imergirem para um time só.

DK

P: Você é chamado de melhor criador de bordões do SEVENTEEN. “Of course”, “Yes of the yes”, “Shim! Kung!”, todos esses são viciantes. Você tem orgulho deles?
DK: São palavras que vieram naturalmente enquanto eu brincava, mas sinceramente, eu fico orgulhoso quando os membros as copiam (risos).

P: Você está encarregado do falsete, parece que você precisa cuidar bem da sua voz.
DK: Sim, eu confiro o estado da minha garganta assim que acordo. Primeiramente, após beber água eu checo a minha voz cantarolando. Depois disso, eu lentamente aqueço a voz. Se o estado da minha garganta não estiver bom então eu não canto naquele dia.

P: Você come comidas que são boas para sua garganta?
DK: Quando eu era trainee eu bebia algo parecido com suco de Campainha-chinesa, mas o médico me disse que, ao contrário, ele não é bom para a garganta. Então eu bebo bastante água e quando vou dormir eu enrolo o pescoço com uma toalha e sempre ligo o umidificador.

P: Qual é o seu rank no ranking de charme do SEVENTEEN?
DK: Se for charme, então acho que estou quase no topo. Em 3º lugar? Em 1º é o Hoshi hyung. Ele transborda carisma e energia no palco, mas normalmente ele é brincalhão e sempre me abraça e me pede para dar um beijo nele. Em 2º é o Jeonghan hyung. Esse hyung é muito engraçado. Ele tem um corpo fraco e como um hábito ele sempre diz “Ah, estou cansado”, “Tão cansativo”. Eu fico vendo ele falando isso então é engraçado. Eu acho que me apaixonei pelos charmes do hyung. (risos)

P: Ouvi dizer que às vezes você ia ao Rio Han com o Jeonghan.
DK: Eu não tenho um hobby. Eu geralmente só vou assistir filmes, ou vou ao parque do Rio Han com o Jeonghan e ficamos conversando.

P: Que tal dar um spoiler aos fãs que têm esperado pelo 2º álbum?
DK: Isso (DK fez uma pose e bateu palma).

P: Isso é uma das coreografias da nova música?
DK: Talvez sim, talvez não. (risos) Por favor, esperem ansiosamente.

MINGYU

P: Parece que você é a “dona de casa”, graças ao seu apelido “Ming-Jubu”.
MG: Na verdade, não tem muitas tarefas no dormitório que eu possa fazer. Eu sempre gostei de limpar, fazer alguma coisa e design de interiores, então eu faço o trabalho. Depois, se eu me mudar e sair do dormitório ou quando eu me casar, eu acho que ainda me preocuparei com isso.

P: Parece que você será um bom marido.
MG: Eu irei dar meu melhor para cozinhar (risos). Mesmo agora, no dormitório, se queremos cozinhar e comer algo… Eu cozinho tudo.

P: Qual foi o prato mais popular que você já cozinhou?
MG: Hm… Não faz muito tempo, eu fiz macarrão a carbonara, mas a comida que os membros mais gostam é lamen. Recentemente, eu disse para os membros: “Eu fui chamado de Ming-Jubu nos programas, mas se me perguntassem qual é a melhor comida que eu cozinho… É apenas lamen. Se tem algo que vocês querem comer, me digam, e eu irei cozinhar para vocês.”

P: Como um chef, você tem alguma dica?
MG: Baek Jong Woon disse isso para mim: “Quando você está cozinhando, se você consegue temperar bem a comida, é 80% de sucesso.” Isso é muito legal, certo?

P: Você está encarregado do visual no SEVENTEEN.
MG: Quando debutamos, eu tinha muita confiança na minha aparência. Mas, recentemente, os outros membros também se tornaram muito bonitos.

P: Você se sente ameaçado?
MG: Ah, não é bem assim (risos). Eu quero parecer humilde, mas eu ainda acho que sou… bonito. (risos)

THE8

P: Morando sozinho na Coreia, devem haver muitos momentos em que você se sente solitário, não? Quem é o membro em que você mais se apoia?
T8: Eu posso me apoiar em todos os membros. Em particular, talvez porque como líder o Coups hyung tem um forte senso de responsabilidade, há momentos em que eu sinto que ele é como um pai. Mas eu na verdade não posso dizer que estou solitário. Eu me acostumei a me sentir só e geralmente tendo a aguentar isso sozinho.

P: Como tem 13 membros, ter uma filmagem solo seria extremamente precioso, você tem sua própria habilidade especial para atrair a atenção da câmera? Piscar, por exemplo…
T8: Ah, eu nunca faço esse tipo de coisa. (risos) Acho que é melhor mesclar como um grupo e mostrar uma apresentação harmoniosa no geral. Eu não sei se é exatamente uma habilidade especial. Eu só acho que é melhor continuar a nos esforçarmos e mostrar uma imagem melhorada.

P: Como você ainda não é fluente em coreano, você provavelmente teve experiências em que sem querer falou algo errado ou causou algum mal-entendido.
T8: Agora eu sei todos os palavrões. (risos) Sinceramente, minha compreensão (auditiva) melhorou muito. Eu consigo entender praticamente tudo. Ainda não sou muito fluente em falar.

P: Tem um rumor que quando você fica bravo você de repente se torna um “gênio do coreano”. (risos)
T8: Ah, isso é tudo brincadeira. Bem, houveram coisas triviais que saíram do controle, mas até agora não teve um único momento em que eu fiquei totalmente bravo com os membros.

P: Há momentos em que é frustrante não conseguir se expressar 100%, certo?
T8: Eu tenho a tendência de expressar tudo com sinceridade porque minha personalidade originalmente é assim. É o mesmo quando falo em coreano também. Se a outra pessoa não entende 100% eu fico tentando falar até ela entender. Os membros também aceitam bem isso.

P: Você comeu 80 porções de carne quando você ganhou o prêmio de rookie no Seoul Music Awards.
T8: Eu não sou do tipo que come muito. (risos) Naquele dia, eu comi uma porção e os outros membros comeram 79.

P: Se você ganhar outro prêmio no final do ano, o que quer comer e quanto?
T8: Comida chinesa! Eu vou bastante à rua de restaurantes de cordeiro perto da Konkuk University. Eu gostaria que nós fossemos todos juntos comer espetinho de cordeiro.

SEUNGKWAN

P: O conceito do photoshoot de hoje é “10 minutos antes de uma performance”. Na realidade, como é a situação do SEVENTEEN no camarim 10 minutos antes de ir ao palco?
SK: SEVENTEEN é um grupo que se preocupa muito com a energia durante uma apresentação. Enquanto nos alongamos e aquecemos, fazemos de tudo para melhorar o clima entre os membros! Nós recarregamos a energia de cada um.

P: Você é o membro que mais contribui para a atmosfera melhorar. Você já ficou cansado disso?
SK: Desde que sou um garoto que nunca fica parado, quando fico muito quieto as pessoas a minha volta veem me perguntar se tem algo errado. Eu costumava ficar estressado por causa disso, mas agora está tudo bem. Porque eu tenho algo a mostrar (risos). Porém minha personalidade é diferente quando estou com os membros e quando estou sozinho. Eu posso dizer que sou sentimental/emotivo? Eu me torno quieto e calmo. Mas mesmo durante esses momentos eu tenho que ganhar energia (risos).

P: Você é naturalmente um MC. Recentemente, quando os membros riram bastante?
SK: Nós tiramos fotos para o álbum ontem. O conceito era parecer natural enquanto dançávamos, mas eu estava dançando como um senhor de idade, então o fotógrafo disse: “Seungkwan-ah, eu não acho que é assim”. E os membros caíram na risada. Não foi muita coisa, mas quando estou com os membros tudo é engraçado. É engraçado quando fazemos piadas ruins e quando acontece algo estranho.

P: Como um inspirante a animador, qual é seu dom especial?
SK: No Knowing Brothers, Kim Heechul sunbaenim disse que se tocassem uma música da sua geração, ele saberia qual era no primeiro segundo. Eu também tentei e acho que (meu talento) é esse. Os membros ficaram muito surpresos.

P: Desde que vocês são em 13, o custo da comida deve ser alta. Existe, pelo menos, um valor limite por pessoa?
SK: Existia, mas não usamos mais. Quando queremos comer algo caro (risos), nós vamos. Mas nossos gostos não são tão caros (risos). Continuamos felizes com o menu do “Kimbap Heaven*”.

*Kimbap Heaven é um restaurante de “sushi coreano”, que funciona 24 horas, famoso por ser barato.

VERNON

P: Em uma entrevista você disse que tem bastante interesse em polvos, mas ultimamente, tem algum animal pelo qual você está obcecado, tirando polvos?
VN: Recentemente o gato que nós criamos por 10 anos morreu. Dodamie. Eu ouvi a minha irmã mais nova chorar o dia todo. Foi porque o gato especialmente ouvia bem ela. Quaisquer palavras reconfortantes que eu desse, ainda é difícil, eu só estava ao lado dela e nós ficamos tristes juntos.

P: Durante sua participação no Show me the Money 4, na parte de “como eu me vejo” você respondeu “Bem relaxado”. Quando é o momento em que você mais se sente relaxado?
VN: Antes com o meu coração dizendo “Eu devo me sair bem no palco”. Eu subi no palco. Me senti sobrecarregado e uma sensação que era demais para mim. Agora eu subo no palco com o sentimento de “Vamos curtir a apresentação que nem fizemos durante o ensaio”. Por causa disso, eu consigo pensar em relaxar e me faz tentar mais coisas variadas. A reação dos fãs é boa também. Isso é uma coisa que eu percebi recentemente.

P: Tudo pode parecer relaxado, mas há momentos de tensão, certo?
VN: Eu fico nervoso sempre que fazemos programas de variedade. É muito difícil.

P: Sua aparência mostra que você é um cara frio, mas ouvi dizer que você está mais para descuidado. Ouvi o Dino te escolher como o membro de quem eles têm que tomar mais conta.
VN: É isso mesmo. Não muito tempo atrás, fomos para Jakarta e tinha uma piscina no nosso hotel. Mas eu coloquei minha carteira no bolso do meu traje de banho e entrou água nela. Os cupons da cafeteria que estavam dentro ficaram molhados também. (risos) Eu perdi eles várias vezes que eu quase nunca os uso.

P: Você deve ter ouvido falar bastante sobre “prêmios de ator”. E o seu apelido é “Vercaprio” também. Tem algum motivo para você ter se tornado cantor, e não ator?
VN: Na verdade, eu não comecei com um sentimento de “vamos praticar e fazer um debut legal”, foi mais um “de alguma forma”. Eu ia a aulas simples, mas era muito difícil. Assim como dizem, é como morrer, então eu olho ao meu redor, mas os outros membros estão fazendo isso há mais tempo, eu cerrei os dentes até o final. “Ah, esses hyungs estão fazendo isso também então eu não posso desistir”. No começo eu suportei esses sentimentos. O tempo passou assim e de pouco em pouco o objetivo de me tornar cantor foi decidido. E agora eu sinto o valor (do esforço) quando subo no palco. Não é como se eu estivesse pulando enquanto estou animado sozinho, mas na verdade estou pulando com o público sempre que eles gritam por nós!

DINO

P: Você mostra lados opostos de si mesmo para os fãs, desde “bebê” até “homem másculo”. De qual você mais se aproxima na vida real?
DN: Não importa o que, o lado de bebê? Hehe. Eu quero dizer homem másculo, mas é assim com a minha idade atual e, recentemente, eu fico surpreso quando monitoro minhas apresentações. Eu não me conhecia, mas percebi que tenho esse lado em mim.

P: Você parece ter um talento para “ações de maknae”?
DN: Em casa eu sou o mais velho e antes de entrar no SEVENTEEN, eu era o hyung aonde quer que eu fosse. Como é assim, parece que os fãs também sabem agora “Mesmo que o Dino seja o maknae do grupo, ele é um maknae que é como um hyung”. Ações de maknae, acho que estou tentando fazer elas bem. Hehe. Por exemplo, quando eu quero conseguir comida dos hyungs ou quando preciso de um favor, eu propositalmente falo com aegyo. Quando estamos produzindo juntos, se um hyung diz que ele está tendo dificuldades, eu compro bebidas primeiro e dou para eles discretamente.

P: Qual hyung é o melhor de persuadir?
DN: O Seungkwan hyung! (risos) Quando estou com esse hyung, sinto como se fossemos da mesma idade.

P: Você disse que seu pai queria ser cantor quando ele era mais novo. Até esse ponto, parece que ele deve te monitorar cuidadosamente.
DN: Ultimamente nem tanto, mas no começo (risos) ele era muito impiedoso. Logo depois de assistir nossa apresentação de debut ele apontou todos os pontos fortes e fracos. Ele também monitora coisas tipo entrevistas e me contata imediatamente. “Dino-yah, a expressão que você acabou de fazer enquanto falava aquilo, foi muito bom” assim. (risos) Ele é bem detalhista, não é? Não muito tempo atrás meu pai foi ao nosso show. Após ver minha performance solo, ele disse que conseguiu me ver de novo. Quando ouvi isso, eu fiquei muito feliz.

P: Apesar de você estar na Performance Team, você faz rap e seu vocal é estável também. De certa forma, podemos te chamar de um multiplayer dentre os membros do SEVENTEEN?
DN: Uau, obrigado por olhar para mim assim. (risos) No momento estou me esforçando para ser assim. Eu naturalmente tenho muitas coisas que quero fazer e não quero me limitar a uma posição de dança ou rap. Então estou praticando bastante o meu canto. É o que eu mais quero arriscar. Meu objetivo é mostrar aos fãs qual é o resultado exatamente no ano em que eu faço 20 anos.

TRAD
cor/ing: rawfudge, 406_GYU, uygnim, gateunji
ing/pt-br: Juli, Anna, Lais, Belle, Vee – Seventeen Brasil


16/10

Tenho estado ansioso para te ver
Você se afastou sem que eu percebesse
É como se o vento frio continuasse soprando

O pequenino catavento parado sozinho
É como se observasse, esperando desesperadamente por alguém
Assim como eu
Com tantas coisas acontecendo por aí sem fôlego

Que tipo de mundo é esse
em que continuamos nos afastando
É como se eu não tivesse feito nada errado
É como simples decoração
Mas eu fico apenas parado no vento

Para você em um futuro distante
Eu não vou me arrepender
Sempre esperando por mim
Sim, isso é mais fácil

Perdendo o caminho aqui
Mesmo que leve muito tempo
Dando voltas e voltas até você me encontrar de novo
Num futuro distante

Pessoas do lado de fora
Me perguntam se o vento me atinge
Só perguntam e passam reto
Se vai me perder de novo, por que perguntou?

Para você, é como chamar o vento
Só esperando sem palavras
Com tantas coisas acontecendo por aí, mal consigo respirar

Que tipo de mundo é esse
em que continuamos nos afastando
É como se eu não tivesse feito nada errado
É como simples decoração
Mas eu fico apenas parado no vento

Para você em um futuro distante
Eu não vou me arrepender
Sempre esperando por mim
Sim, isso é mais fácil

Perdendo o caminho aqui
Mesmo que leve muito tempo
Dando voltas e voltas até você me encontrar de novo
Num futuro distante

Dessa vez é como te esconder ao meu lado
Para te levar

Não consigo te ver assim
Às vezes eu tenho pensamentos ruins
Como esquecer a sua aparência

Mas ainda não choro
Mesmo que pareça triste
Eu vagamente sobro, faço isso por você
Perdendo o caminho aqui
Mesmo que leve muito tempo
Dando voltas e voltas até você me encontrar de novo
Num futuro distante

Cr: MWonooRPS

TRAD
cor/ing: mochicheol
ing/pt-br: Ju – Seventeen Brasil


10/10

Você não tem que escutar sequer uma única coisa
Eu darei a você apenas coisas boas
Como eu estive indo esses dias
Não é importante

Ao seu lado
Eu fui consolado e era feliz
Não estou sozinho
Você realmente não precisa se preocupar comigo

Eu sei exatamente como você se sente
Tentarei entender como você se sente
Posso dizer tudo o que quiser, mas como eu poderia (entender completamente)
Embora tudo bem se você não entender como eu me sinto

Porque eu estive ao seu lado
Fui feliz até agora

Como sempre agi como uma criança
Eu já fiz você chorar com meu jeito infantil?
Comparado a você, que sempre me amou
Eu ainda tenho muito a aprender

Porque estive sempre ao seu lado
Eu fui consolado e era feliz
Não estou sozinho
Você realmente não precisa se preocupar comigo

Eu sei exatamente como você se sente
Tentarei entender como você se sente
Posso dizer tudo o que quiser, mas como eu poderia (entender completamente)
Embora tudo bem se você não entender como eu me sinto

Porque eu estive ao seu lado
Fui feliz até agora

Porque eu estive ao seu lado
Porque eu estive ao seu lado

Para mim, eles nunca foram comuns
Para mim, eles eram muito mais como milagres
Aqueles muitos dias (que passamos juntos)

Porque eu estive tão feliz até agora
Sou capaz de abraçar a tristeza
Você me ensinou o que é a felicidade
Vendo você, eu sempre serei capaz de sorrir

Porque eu estive ao seu lado
Fui feliz até agora

TRAD
cor/ing: Melodia_Muse
ing/pt-br: Vee – Seventeen Brasil


08/10

Você vive nos meus sonhos
A bonita você
Me balança e vai embora
Eu espero que você me aguarde
Eu olho para a lua e rezo por você
Peço para que olhe por você

Seus movimentos
São muito significativos
Eles abrem o momento em que só nós dois podemos existir
Se isso pudesse acontecer
Sim, apenas se isso pudesse acontecer
Eu te desenharei

Dança do mês 13
Pra você Lilili Yabbay
(Pra você Lilili Yabbay)
Pra você Lilili Yabbay
(Pra você Lilili Yabbay)

Espero dançar sob a luz do luar
Você é tudo que vejo diante dos meus olhos
Somente na sua frente, no mês 13, naquele lugar
Eu vou dançar
(Pra você Lilili Yabbay)

A fé e a oração do coração
A oração feita para você
Eu acredito que não desaparecerá
A fé nunca me traiu
Estou com sede e com frio
Neste lugar

Seus movimentos
São muito significativos
Eles abrem o momento em que só nós dois podemos existir
Se isso pudesse acontecer
Sim, apenas se isso pudesse acontecer
Eu te desenharei

Dança do mês 13
Pra você Lilili Yabbay
(Pra você Lilili Yabbay)
Pra você Lilili Yabbay
(Pra você Lilili Yabbay)

Espero dançar sob a luz do luar
Você é tudo que vejo diante dos meus olhos
Somente na sua frente, no mês 13, naquele lugar
Eu vou dançar
(Pra você Lilili Yabbay)

De janeiro à dezembro
Toda vez que me viro, estou sempre à sua procura
Nosso encontro no mês 13 acontecerá
Não podemos nos trancar nas 4 estações
Apenas siga o fim da linha que desenhei com a primavera
Suas lágrimas se transformaram em neve branca
Fazendo ondas de sentimentos entre nós

Pra você Lilili Yabbay
(Pra você Lilili Yabbay)
Pra você Lilili Yabbay
(Pra você Lilili Yabbay)

Espero dançar sob a luz do luar
Você é tudo que vejo diante dos meus olhos
Somente na sua frente, no mês 13, naquele lugar
Eu vou dançar

Cr: SVT_Train

TRAD
cor/pt-br – Du Seventeen Brasil


04/10

Pergunta: O que você acha que estará fazendo no seu aniversário?
Resposta: Teremos a primeira tour mundial do Seventeen durante o meu aniversário, então nós estaremos provavelmente nos preparando para o show. Eu acho que vai ser um aniversário memorável!

P: Como você se sente sobre o seu aniversário?
R: Já é minha terceira vez celebrando meu aniversário depois do debut. Como eu sempre comemoro junto com os Carats e com os meninos, eu sinto que me tornei uma pessoa muito feliz. Eu sou realmente agradecido, em meu aniversário eu me sinto feliz.

P: Comparado com seu último aniversário, o que mudou?
R: Como não é meu aniversário ainda, eu não tenho certeza, mas eu ter um ano a mais não seria a maior diferença?

P: Qual foi a coisa mais preciosa que você recebeu desde o seu último aniversário?
R: Eu fui capaz de criar memórias com os Carats, fazendo muitas atividades e shows. Então vem sido um ano mais precioso.

P: Para você, qual é o significado do seu aniversário?
R: Minha mãe cuidando de mim, agora os meninos, e claro, os Carats cuidado de mim, é um dia de comer sopa de alga.

P: O que você pegou durante seu Doljanchi*? (Tradição coreana para celebrar o primeiro aniversário do bebê. A criança escolhe um objeto que se acredita ter relação com o que ela vai fazer no futuro.)
R: Eu peguei um lápis. É dito que se você pega um lápis você seria bom estudando, mas para mim o lápis significa que eu deveria trabalhar mais na música e escrever letras!

P: Qual foi seu Taemong*? (Sonhos da mãe sobre o bebê)
R: [Minha mãe] disse [que ela] pegou uma bela concha.

P: Qual é seu sentimento atual sobre envelhecer?
R: Terei 24 anos (na idade coreana) em breve…! Eu me sinto triste que minha juventude está passando, mas por outro lado agora eu penso que estou virando um adulto, eu sinto um maior senso de responsabilidade para minha vida.

P: Você tem por acaso uma idade que você está esperando ansiosamente?
R: Eu penso que agora é difícil falar uma idade que eu espero mais. Mas vendo que você fica mais velho a cada ano, você não está virando mais maduro? Então eu espero ficar mais velho, e espero o que está por vir.

P: Que presente você quer receber no seu aniversário?
R: O amor dos Carats.

P: Se você pudesse ficar de férias no seu aniversário, pra onde iria?
R: Eu só consigo imaginar passar um tempo nas montanhas com os membros. Eu quero muito ir!

P: Há alguma celebridade que você gostaria de conhecer no seu aniversário?
R: Donggeun hyung. Seria legal se Donggeun hyung cantasse parabéns pra mim com sua voz legal.

P: Você gostaria de agradecer a alguém no seu aniversário?
R: Minha família: meu pai, mãe e minha irmã mais nova! Minha família, obrigado por me dar muito amor e me criar bem. Eu sempre vou amar vocês!

P: Faça uma mensagem de aniversário pra você mesmo.
R: Jeonghan-ah! Feliz aniversário e você conheceu muitos Carats!! Próximo ano vamos trabalhar mais e comemorar seu aniversário junto aos Carats!

Fonte: Herald Corp

TRAD
cor/ing: guojeu
ing/pt-br: Mari – Seventeen Brasil


02/10

Estou em estado de trauma, e isso me deixa doente
Preso em um trauma, vou só cantar
blah blah blah por que não consigo esquecer?
Esse é o meu trauma, meu trauma yeah

O trauma me pegou, baby Eu parei de ir a escola no 8º ano
Basicamente, nenhum amigo
Encaixotado, encaixotado no meu próprio mundo
Preso na minha fantasia, sonhando com ela para que se torne vida real
Eu esperei sem pensar mas, agora eu sei, eu percebo

Ficarei sozinho assim, eu não sei o que fazer além disso
Preso na minha orelha entupida, o volume dos fones é alto
Não quero ficar sozinho, porque não quero ser esquecido
Cantarei essa música, alguém deve estar escutando

Mal consigo respirar, como se tivesse esquecido como se faz
Para mim, chegar até você é o mais difícil
Agora, eu mal consigo pensar
A luz que é dada à mim é diferente de quando estou no grande palco
Na minha mente, o lugar em que estou tem mais ou menos o tamanho de um quadrado

Estou em estado de trauma, e isso me deixa mal
Preso em um trauma, vou só cantar
blah blah blah por que não consigo esquecer?
Esse é o meu trauma, meu trauma yeah
Agora isso me deixa mal mal mal
Preso em um trauma, vou só cantar
Esse é o meu trauma, meu trauma yeah

Estou acostumado a ser esquecido
Minha imaturidade e minhas dúvidas brotam na minha cabeça, trauma
Por qual razão estou vivendo?
Como um peixe-lama, minha parte me tormenta e me deixa arrependido

Apenas cantarei, se não logo ficarei preso em meu trauma
Vou mais fundo no túnel da minha exaustão mental
Mais fundo e mais fundo até eu não conseguir mais achar
Nem eu sei aonde se encontra o fim desse trauma
Eu preciso de uma mão para segurar

Mal consigo respirar, como se tivesse esquecido de como se engole
Para mim, chegar até você é o mais difícil
Agora, eu mal consigo pensar
A luz que é dada à mim é diferente de quando estou no grande palco
Na minha mente, o lugar em que estou tem mais ou menos o tamanho de um quadrado

Estou em estado de trauma, e isso me deixa mal
Preso em um trauma, vou só cantar
blah blah blah por que não consigo esquecer?
Esse é o meu trauma, meu trauma yeah
Agora isso me deixa mal mal mal
Preso em um trauma, vou só cantar
Esse é o meu trauma, meu trauma yeah

Estou cantando, cantando e o som da música diminuirá
Cantar, eu quero cantar
Alguém gostou?
Me tire daqui ou então venha junto, venha junto

Agora isso me deixa mal mal mal
Preso em um trauma, vou só cantar
Esse é o meu trauma, meu trauma yeah

TRAD
Cr. DearSaline
cor/pt-br: Du – Seventeen Brasil


24/09

Se preparem
Acompanhem
Temos que pisar no acelerador
Dentro do motor quente
Temos que continuar correndo
Para a luz brilhando sobre o SEVENTEEN não se apagar
Nós dois, ei
A luz continua todos os dias

Você só consegue entender se ficar de cabeça para baixo
Ainda não mostramos nem metade do que temos
Segure minha mão
Vamos para outro mundo
Me siga, siga, siga, siga, siga

Tudo acontece como queremos
Um e dois foguetes
Vamos lançá-los bem no final

Todos, todos, todos, todos os dias
Tudo fica maior sem pausa
Nosso amanhã não pode ser parado

Mudamos, mudamos, mudamos
Nós mudamos, mudamos, mudamos
Nós mudamos, mudamos, mudamos
Nós mudamos, mudamos, mudamos

O que vamos sentir, em que lugares?
O sentimento que passaremos no final

Mudamos, mudamos, mudamos
Nós mudamos, mudamos, mudamos
Nós mudamos, mudamos, mudamos
Nós mudamos, mudamos, mudamos

São as mesmas músicas, certo?
Suas emoções não mudam, certo?
Você veio para a música certa, essa música, certo?
Mesmo quando rabiscamos, levados pelos nossos subconsicentes

Você só consegue entender se ficar de cabeça para baixo
Ainda não mostramos nem metade do que temos
Segure minha mão
Vamos para outro mundo
Me siga, siga, siga, siga, siga

Tudo acontece como queremos
Um e dois foguetes
Vamos lançá-los bem no final

Todos, todos, todos, todos os dias
Tudo fica maior sem pausa
Nosso amanhã não pode ser parado

Mudamos, mudamos, mudamos
Nós mudamos, mudamos, mudamos
Nós mudamos, mudamos, mudamos
Nós mudamos, mudamos, mudamos

O que vamos sentir, em que lugares?
O sentimento que passaremos no final

Mudamos, mudamos, mudamos
Nós mudamos, mudamos, mudamos
Nós mudamos, mudamos, mudamos
Nós mudamos, mudamos, mudamos

Me deixe fazer de novo, fazer de novo

Mudamos, mudamos, mudamos
Nós mudamos, mudamos, mudamos
Nós mudamos, mudamos, mudamos
Nós mudamos, mudamos, mudamos

O que vamos sentir, em que lugares?
O sentimento que passaremos no final

Mudamos, mudamos, mudamos
Nós mudamos, mudamos, mudamos
Nós mudamos, mudamos, mudamos
Nós mudamos, mudamos, mudamos

TRAD
cor/ing: 615×218
ing/pt-br: Ju – Seventeen Brasil


24/09

A unit dos líderes do SEVENTEEN (SVT Leaders) lançou um MV para a sua tão esperada música ‘Change Up’.

Nessa semana foi postada uma pequena prévia, e hoje (25/09) o MV finalmente foi lançado. A música tem uma batida dançante e os três artistas puderam mostrar suas habilidades no vocal e rap. No vídeo, Hoshi, Woozi e S.Coups se divertem o tempo todo com esse enquanto parecem espontâneos na frente da câmera.

Fonte

TRAD
ing/pt-br: Dora – Seventeen Brasil


07/09

Debut do novíssimo príncipe ídolo “Mingyu”: homem bonito & charmoso do “SEVENTEEN” que veio com infinita intenção e ação desafiadora pela primeira vez na Tailândia.

Não limite a linha da sua vida apenas em ser “sem talento” porque você não sabe quando uma oportunidade pode aparecer. Sua vida poderia mudar como a do ídolo de 20 anos “Mingyu” do “SEVENTEEN” que começou dando a si mesmo uma chance para aprender coisas novas até gloriosamente tornar-se um artista simpático e admirado.
Seu ponto forte não é apenas a fofura, mas também seu grande esforço e busca por desenvolvimento sempre. Então não é estranho que ele seja intitulado como “artista que pode fazer de tudo”. Tendo 2 anos de experiência sendo parte de um grupo que contêm 13 membros, Mingyu não só se destaca no visual ou força, mas também sempre adiciona novas coisas a bagagem o máximo possível porque o trabalho duro não é grande coisa para ele.

As fãs estão tão curiosas sobre as notícias que você se tornará um convidado do sitcom “LoungTa MaHa Chon”
M
: No começo desse ano trabalhei na Tailândia e tive uma grande oportunidade de conhece-lo (P’Ae Suphakorn Riensuwan, diretor do programa), nós conversamos informalmente sobre meu passado, “como eu estou crescendo” e eu o disse a verdade. Talvez isso fez com que ele me amasse e foi meio que uma “audição” pra mim também. Quando soube que ia ser um convidado do sitcom fiquei: “Oh… sério?”. Eu não conseguia acreditar, mas me senti muito grato e concordei em seguida. Na minha cabeça, tudo que podia pensar era: “Eu farei o meu melhor”. Desde o dia que ganhei meu roteiro tendi a lê-lo bastante e quando não entendia algo, pesquisava sobre. Eu até tentei memorizar todos os atores com que irei trabalhar.

Estão considerando como sua estréia surpresa na Tailândia e você também veio sozinho. Está animado?
M: Isso é minha estréia como ator também. Me sinto um pouco preocupado porque queria ser um quando era mais novo. Agora eu tenho uma boa oportunidade. Eu pensei: “Será que farei bem?”. E quando estou trabalhando, costumo estar com os membros, mas dessa vez eu trabalharei sozinho, então me sinto mais responsável. Porque meu título é “o Mingyu do SEVENTEEN”, sinto que tenho que ter responsabilidade para as pessoas não ficarem com uma má impressão do meu grupo. Pra ser honesto, essa é minha primeira vez então não tenho ideia nem mesmo da atmosfera de uma produção. Tenho praticado bastante com meu roteiro. Uma semana antes de vir a Tailândia eu deitei na cama e pensei: “Eu posso dormir? Devo ler o roteiro mais uma vez?”. É difícil dormir por causa disso.

Ouvi dizer que fará um artista que ficou perdido nesse sitcom…
M: Meu personagem é “o Mingyu do SEVENTEEN”, isso me deixa aliviado porque atuarei como eu mesmo. Sou animado, engraçado, desafiador, cheio de energia, as vezes confuso, gosto de estar com as pessoas e amo muito me aventurar.

É verdade que você se tornou trainee sem fazer audição?
M: Eu fui selecionado. Quando tinha 14 anos, estava andando quando me pediram para participar da audição. Minha família sempre me disse: “Se você tem a chance de aprender algo novo… vá em frente!”. Quando fiz a audição sabia que não tinha ido bem, mas eles me disseram: “Se você quer isso, continue tentando”. Desde sempre quis ser um artista, mas não era bom e era muito novo. Na audição me disseram pra cantar, porém não consegui pensar em nada então cantei o hino nacional. (Quando você era jovem já estudou música?) Eu tocava baixo na banda da escola e guitarra na igreja, mas nada tão sério.

Pela sua perspectiva, como a sorte mudou sua vida?
M: Ela mudou. Eu tenho uma chance em relação ao meu objetivo e gasto o tempo de maneira digna, pois tem bastante significado pra mim. Me sinto sortudo por poder evoluir todo dia e me aproximar dos meus sonhos. Porque isso é o que gosto de fazer e faz com que minha vida seja significativa. Lembro quando era trainee, ficava extremamente curioso “estou cantando ou dançando?”, mas não eram ambos. Então pratiquei tanto que pude ser bom como os outros mesmo que eles tivessem trabalhando duro também. Eu sempre disse a mim mesmo que devia dar o meu melhor mesmo não sabendo se me tornaria uma artista ou não. Eu não sou bom com as coisas, mas venho avançando cada dia.

A Pledis Entertainment fará uma audição global aqui. Você é um veterano, então poderia dar umas dicas paras todos que querem ser um artista como você?
M: Eu diria pra fazerem o que gostam de fazer e irem atras de seus objetivos cada vez mais. Agora não sabemos se estamos fazendo certo ou não, mas se fizerem, um dia seu sonho se tornará realidade. Eu gostaria que todos focassem no seu sonho não importando de onde é. Se você sonha em ser um artista ou um ator. Aplique-se e treine bastante. Espero que essa audição ajude vocês.

A sua vida depois da estréia é diferente do que imaginava?
M: No começo, eu imaginava que receber muito amor ia me fazer feliz. Depois da estréia, eu me divirto com o que faço e me sinto feliz.

Vários artistas sentem que ganham energia ou felicidade quando estão no palco. Você sente o mesmo?
M: Com certeza! O sentimento de estar no palco e ouvir a torcida de todos me dá energia. Quando estou lá e performo, fico tocado por todos. Eles olham pra mim com tanto carinho. Essa minha felicidade depois de estrear é algo que nunca pude pensar antes.

Como se sente quando alguém admira seu rap desde sua estréia dois anos atras?
M: Sério?… Sinto que está melhor do que no passado também (risos). No começo não sentia isso. Mas quando eu reouço as músicas que cantei desde a estréia, é embaraçoso e engraçado ao mesmo tempo. Eu faço rap melhor agora?

Quais os prós e contras de ter tantos membros?
M: Nós temos 13 membros. Então tomamos bastante tempo, seja pra se arrumar ou para comer, nós gastamos bastante e demoramos pra terminar as refeições. Mas quando um membro não esta presente parece que falta algo e estou sozinho agora. Não nos sentimos sozinhos, já que sempre estamos juntos. Nós sempre estamos animados e fazendo coisas engraçadas. Somos uma família, que permanece junta em qualquer lugar. Quando estamos com fome, comemos todos juntos. Pra qualquer lugar onde queremos ir, vamos juntos. E voltamos pro dormitório juntos. Estamos sempre unidos.

Você tem 20 anos agora. É uma transição do adolescente para o adulto. Tem algo de novo que gostaria de fazer?
M: Quando era mais novo pensava em tirar a carteira de motorista quando crescesse, então agora eu já tenho a minha e já faz um ano praticamente. Eu não sei se é só coisa da minha cabeça, mas virar adulto parece que faz com que meu humor torne-se mais sério e mais intenso enquanto trabalho.

O modo de vida por trás do título de ídolo te faz sentir pressionado? Porque as pessoas esperam que faça isso e aqui.
M: Não é um apressão pra mim. Eu tenho várias coisas que quero fazer, incluindo minha promessa que fiz para minhas fãs e para mim mesmo. Que é lembrar-me que sempre há mais. Não é uma pressão que me leve ao estresse. É natural quando as pessoas te dão muito amor e nós fizemos uma promessa. Nós faremos de tudo para retribuir esse amor. Recentemente o Hip-hop Team liberou uma música nova “Un Haeng II Chi”. O significado da letra é você receberá aquilo que disse. Me lembro de dizer as fãs que queria ser um artista melhor e que esperava encontra-las num lugar maior. Estou tão feliz que pudemos fazer esse tipo de show na Tailândia. E eu fiz uma promessa a mim mesmo no trabalho, incluindo finalizar uma música por semana ou fazer exercícios diligentemente.

O que você acha que as fãs pensam a seu respeito?
M: É constrangedor responder essa pergunta. Eu acho que sou adorável. (Você tem outra opinião?) Não vou negar, não me acho fofo (risos). Não tenho certeza do que as pessoas acham de mim, mas o Mingyu na vida real e o da TV são os mesmos. Eu não escondo nada. Sempre penso positivamente. Se me perguntassem qual a situação que mais odeio na vida, diria que é o estresse, certo? Quem gosta disso? (risos). As vezes nós passamos por situações difíceis, mas eu sempre digo a mim mesmo que tudo vai dar certo e que tudo vai passar.

As fãs sabem que você é um ídolo que pode fazer de tudo, incluindo cozinhar, limpar ou se aventurar…
M: Talvez pelos meus hábitos, eu gosto de me incluir quando vejo uma pessoa fazendo algo. Eu quero ajudar. Mesmo quando o quarto está uma bagunça, nós podemos conversar enquanto ajudamos uns aos outros. E também faço por mania de limpeza. Nós podemos cozinhar também e, estranhamente, se eu estou cozinhando algo para eles e eles estão felizes por isso, me sinto feliz também! Acho que as fãs veem o lado positivo, tipo “ele pode fazer qualquer coisa”. Desde meus 14 anos, quando vivia no dormitório, nos dias que ia pra minha casa e meu quarto já estava arrumado. Agora, minha mãe deu meu quarto para minha irmã. Talvez porque eu tive a chance de ajudar minha mãe a limpar naquela época, eu tenha vontade de ajudar as outras pessoas atualmente. (Não fica cansado?) Se eu fico cansado por trabalhar muito, não limpo ou cozinho. Eu faço quando tenho tempo. As pessoas podem entender errado e achar que faço tudo sozinho, mas não.

Já fez algo mal-feito?
M: Eu acho que não, mas se eu tento fazer algo, faço bem. (Talvez as fãs te queiram nas casas delas!) Eu poderia ajuda-las bastante. (sorri)

Um ídolo tem pouco tempo livre. Isso é verdade?
M: Sim. Não são só ídolos, mas também qualquer um que quer ser bom em algo, ele deve trabalhar duro e focar nos seus objetivos. Quando as promoções acabam, nós temos que nos preparar para o próximo álbum. Trabalhando toda hora. Quando o dia de folga chega, nós pensamos no trabalho então dias de folga não tem muito significado para mim. (Já quis descansar, mas tinha que continuar trabalhando?) Às vezes sim, mas quero me deixar ocupado e trabalhar muito porque se for descansar os outros vão ter que trabalhar mais ainda. (Parece viciado em trabalho) Eu pareço? Eu amo trabalhar. Não posso fazer nada.

Vale a pena trocar a vida de um adolescente normal por uma de trabalho como essa?
M: Sem comparações. Porque ambos possuem prós e contras. Essa é a verdade. As pessoas podem pensar que sou muito novo e não tive tempo para me divertir. Mas eu sou muito feliz por trabalhar assim. Mesmo que elas pensem que estou cansado porque trabalho toda hora, eu recebo tanto amor que quero melhorar cada vez mais.

Agora você tem dado bastante amor para suas fãs coreanas e internacionais. Já teve dúvidas sobre como seu futuro será?
M: Eu não quero pensar nisso. Eu só tenho planos de fazer um pouco disso ou de fazer mais daquilo. Eu me imagino muito nos meus sonhos. Porque acho que desenhar-los faz com que os alcancemos mais rápido. Gosto de planejar tudo. E agora, meu objetivo a prazo curto é esse sitcom. E a longo-prazo é fazer tudo que eu quero fazer.

[Diga me, e se…]

P: E se um dia você acordasse como um estudante de colégio normal?
M: Eu não gosto dessa ideia… mas se acontecesse. Eu escreveria todas as nossas músicas antes do Woozi fazê-las (risos).

P: E se você pudesse ter 17 outra vez?
M: Na verdade eu não gostaria (risos) mas se eu realmente tivesse 17 de novo me esforçaria bastante, porque acho que faria meu eu atual melhor.

P: Quando você está sozinho, qual membro do seventeen você chama?
M: Quando eu fico sozinho. Eu apenas dou meia volta e os membros sempre estão lá (porém agora na Tailândia) eu não pude ligar para nenhum deles. Mas mandarei uma mensagem no chat do grupo dizendo que me sinto sozinho e perguntarei o que estão fazendo.

P: E se você pudesse falar o que vem a cabeça para os membros?
M: Eu diria que admiro o quão bom eles são toda vez que os vejo trabalhando. Eu elogiaria e agradeceria eles por trabalhar tão duro.

P: Quando você está de mau humor…
M: Eu não penso nisso e digo a mim mesmo pra passar: “Quando você acordar tudo será melhor.”

TRAD
thai/eng: redthread95, OdongGyu
eng/pt-br: Anna – Seventeen Brasil


07/09

Nós descobrimos tudo, desde sua agenda agitada a seus hábitos de viagem.

Quando o grupo da Coreia do Sul, SEVENTEEN, anunciou em maio que estariam embarcando em sua turnê mundial Diamond Edge, isso causou uma onda de agitação no fandom (conhecido como CARAT) — particularmente para aqueles na América do Norte, a qual seria a primeira chance de ver um show completo (deles). Para aqueles que não ligam muito, o SEVENTEEN pode parecer ser apenas um grupo de pop, mas eles são multi-nacionais (chineses, coreanos e coreano-americanos), uma entidade multifacetada composta de 13 membros que não apenas se apresentam juntos, mas também são divididos e performam em sub-units focadas no vocal (Seungkwan, Woozi, Jeonghan, Joshua e DK), performance (Hoshi, Dino, Jun e The8) e hip hop (S.Coups, Mingyu, Wonwoo, Vernon).

É essa energia, habilidade e, é claro, implacável desejo de se esforçarem criativavelmente que fez com que seu mais recente, e inspirado em música eletrônica, lançamento, “Don’t Wanna Cry”, dar um passo a diante numa direção diferente. Ele foi muito diferente dos lançamentos anteriores, mas ainda assim disparou nos charts de músicas da Coreia do Sul e do mundo.

Contudo, onde eles realmente brilham são em suas performances ao vivo. E apesar dos desafios que elas podem apresentar num grupo desse tamanho, eles têm impressionado as multidões nos EUA e Canadá. Nós conseguimos pegá-los durante seu período nos EUA e Canadá e no meio de uma agenda agitada, para conversar sobre suas músicas, seu sucesso, os shows e qual membro não gosta muito de voar — sem mencionar as poucas e exclusivas fotos tiradas de alguns dos meninos nesse processo.

KakaoTalk_2017-09-05-00-10-13_Photo_90

Teen Vogue: Apesar de não ser a primeira vez se apresentando na América do Norte, esses são seus primeiros shows solos — tem algo que seja importante, pessoalmente e para o grupo, que vocês gostariam de realizar nessas quatro datas (dos shows)?

JS: O que nós queremos é mostrar o estilo próprio de música e performance do SEVENTEEN às pessoas da América do Norte e espalhar a tendência do Kpop também.
VN: Sempre que nos apresentamos, nossa prioridade é que ninguém se machuque. E até então, acho que fomos bastante felizes nesse quesito! E nós também sempre tentamos compartilhar nossa energia e positividade para o nosso público. Nós ficamos felizes de poder fazer ótimas memórias com nossos fãs da América o Norte também!

KakaoTalk_2017-09-05-00-10-16_Photo_53

TV: Como o SEVENTEEN apresenta mais e mais shows em diferentes cidades e países, deve ser muito especial ser capaz de ter sua família vindo junto. Como é saber que eles estão lá?

SK: No início nós ficávamos especialmente nervosos nos dias em que nossas famílias apareciam. Mas agora parece que ficamos muito mais empolgados por sermos capazes de subir no palco e é uma sensação ótima quando vemos o quão feliz nossa família está depois de ver nossos shows.
JH: Acho que quando minha família está assistindo eu fico um pouco mais nervoso. Isso pode ser porque eu não queira decepcioná-los já que eles me apoiaram desde o começo e sempre torceram por mim quanto a seguir meus sonhos. Quero fazê-los orgulhosos.

KakaoTalk_2017-09-05-00-10-18_Photo_97

TV: O seu EP recente, Al1, foi extremamente bem e “Don’t Wanna Cry” rendeu a vocês seis vitórias nos programas musicais da Coreia… já caiu a ficha o quão bem sucedido esse comeback foi? E como isso faz vocês se sentirem sobre as preparações para o próximo?

DK: Mesmo antes do comeback com “Don’t Wanna Cry”, havia muitos pensamentos passando por nossas cabeças por esse lançamento ter um som muito diferente dos que tínhamos lançado até então. Uma vez que o álbum foi lançado, pareceu que ele estava recebendo muito amor, então foi definitivamente um sinal de alívio. Sempre que estamos preparando um álbum, nós sempre pensamos nos nossos fãs e tentamos ser honestos com nossa música. Para o nosso próximo álbum, continuaremos a mostrar diferentes cores que correspondem ao SEVENTEEN, assim como músicas que podem ser interpretadas por nossas performances únicas. Nós tentaremos o nosso melhor então ficariamos felizes se vocês pudessem aguardar ansiosamente por nossos lançamentos futuros.

KakaoTalk_2017-09-05-00-10-24_Photo_38

TV: A popularidade do Kpop está crescendo nos Estados Unidos e Canadá por muitos anos. O que você acha que é o apelo do SEVENTEEN aos fãs ocidentais e quando se deu conta que seu fandom estava crescendo tanto internacionalmente?

JS: Sempre que fazemos uma live ou conversamos com fãs pelo Twitter tem comentários em diversas línguas sem ser coreano. Acho que desde então percebi que a nossa popularidade crescia. É incrível quando fazemos fansigns e fãs estrageiros dão o seu melhor tentando falar coreano. Nós somos muito gratos e nos sentimos abençoados a todo o esforço que nossos fãs estrangeiros fazem para aprender coreano apenas para conversar conosco.
MG: Há respostas (em transmissões online) na qual os fãs falam seu país e dizem olá, sempre quando vemos essas respostas é surpreendente. O fato que fãs tanto de perto quanto de longe nos conhecem e dizem olá é algo que nos sentimos gratos e prazerosamente surpresos. Penso que a melhor forma de retribuí-los é trabalhando mais duro e preparando melhores performances.
JH: Acho que é por causa de nossa paixão e frescor, o fato de sermos capazes de dar à audiência boas sensações pelas nossas performances é um outro fator.

KakaoTalk_2017-09-05-00-10-26_Photo_23

TV: O que estavam curiosos para ter a experiência na América do Norte? E por que estava na sua lista de afazeres?

WZ: Compras! Aqui têm várias coisas que é difícil de encontrar na Coreia.
VN: Na verdade, fomos a vários lugares durante nosso tempo livre. Em Chicago comemos em uma pizzaria deep dish² de 60 anos e depois fomos ao Chicago Bean. Em LA nós fomos a Fairfax e Beverly Hills, fizemos compras e visitamos algumas galerias. Em Dallas fomos a um parque de diversões! Em Toronto jogamos boliche e em Nove York eu fui à Times Square com meus primos. Espero que possamos experienciar mais coisas quando voltarmos!

KakaoTalk_2017-09-05-00-10-27_Photo_99

TV: Vocês estão escrevendo músicas, ou ao menos escrevendo suas ideias para novos materiais, enquanto estão em turnê?

SC: Nós ainda estamos conversando com o nosso produtor Bumzu. Não somente durante a turnê mas sempre estamos produzindo músicas nas nossas cabeças durante o dia-a-dia.
WZ: Escrevemos músicas como hábito então mesmo durante a turnê sempre escrevemos novas músicas, mas não podemos lançá-las ainda então continua segredo!

TV: A Diamond Edge Tour possui uma setlist que abrange toda a carreira de vocês, porém qual sua música preferida de performar?

DK: Acho que a música que queremos mostrar mais é Don’t Wanna Cry. Eu e o Jeonghan temos um solo na dança no início. Nós adoraríamos se vocês pudessem aproveitar a apresentação porque praticamos muito para isso e é a música que temos mais oportunidade de mostrar nossas habilidades tanto cantando quanto dançando. Escolho ela por ser, provavelmente, a música que permite as pessoas se concentrarem melhor.

mainsvt

TV: Ok, agora vamos para as perguntas-respostas rápidas! Qual o membro gosta de voar (de avião) menos?

WZ: S.Coups. Surpreendentemente, ele tem medo de várias coisas.
JS: S.Coups, porque ele fica enjoado no avião e assustado durante turbulências.
DK: Não é que eu odeie aviões, mas meus ouvidos doem quando vôo.
SK: Eu.
HS: Wonwoo.
JH: S.Coups.
SC: Eu e o Wonwoo.

TV: Qual membro mais gosta de ser turista?

SK: Mingyu, The8 e DK.
MG: Eu!
WZ: The8 junto com o Mingyu.
HS: The8 e Mingyu gostam de aproveitar a atmosfera particular de um país enquanto estão nele.
JS: Mingyu e The8. Não teve uma vez nessa turnê em que os membros não tenham ido em algum atrativo turístico e eles não tenham tirado múltiplas fotos de tudo.
DK: Eu realmente gosto de ir a qualquer lugar, como o Seungkwan, Mingyu, The8… acho que somos os membros mais aventureiros.

TV: Quem mais sente falta de casa?

SC: Eu.
JH: Dino.
JS: Não acho que nenhum membro sinta, estamos sempre viajando.
MG: Acho que o Joshua tende a sentir falta de sua cidade um pouco.
SK: Eu e o Dino.
DN: Eu.

TV: Qual membro sempre perde suas coisas? E qual a última coisa que ele perdeu?

JH: DK. A última coisa foi seu fone de ouvido.
HS: Dino!
SK: Dino.
WZ: DK é o melhor nisso. Dino também perde um monte de coisas.
DK: Eu deixo as minhas coisas para trás bastante, mas esses dias estou tentando bastante não perder nada.
DN: Recentemente perdi meu passaporte e quase chorei.

TV: Finalmente, qual item vocês absolutamente não podem ficar sem enquanto viajam?

JS: Preciso do meu celular para conseguir seguir a agenda e ouvir música no caminho.
MG: Meus membros. Recentemente o Hoshi não pôde participar de um dos nossos show por causa de problemas de saúde e com uma pessoa faltando me senti extremamente vazio. Apesar de sempre estarem do meu lado, não poderia ficar sem eles.
VN: Meu celular! Mas tenho certeza que essa é a resposta de todos.
DK: Fone de ouvido. Música sempre me acompanha nas viagens.

Fonte

¹ Triple Threat é uma expressão usada para uma pessoa (ou grupo) que se destaca no canto, atuação e dança.
² Deep Dish é uma pizza tradicional de Chicago feita e servida numa panela funda.

TRAD
ing/pt-br: Bia e Vee — Seventeen Brasil